Thank you, disillusionment.

Hoje alguns amigos perguntaram: “E aí, como foi o show da Alanis?” e a minha resposta, pra dar a dimensão do que eu senti pras pessoas, foi: “você pode imaginar como é assistir a um show do seu ídolo”. Alanis Morissette é a única artista que eu tenho essa relação meio adolescente de fã com ídolo. Não num jeito meninas que gostam de Justin Bieber ou como eu colocando posters das Spice Girls na parede quando era mais novinha, mas uma relação de intimidade, de se sentir totalmente lido e revelado pela letra de uma música. No estilo Killing me softly, “telling my hole life with his words”, sabem? É isso.

Continuar lendo